quinta-feira, 19 de dezembro de 2013



Na aurora
Sinto os primeiros raios tocarem minha face
Rubro lembrando de tua boca
Teus cálidos lábios sobre os meus
Antevejo o desejo

No entardecer
O alaranjado do céu alcança minha visão
Lembro de tuas mãos ásperas
Arrepio ao lembrar de teu toque em minhas costas
Tuas unhas arranhando minha pele
Tremo de saudades

No por do sol
À primeira luz da lua ilumina minha alva face
Lembro de teu corpo protegendo meu corpo
Me aconchego em teus braços
Me entrego a teus lábios
E adormeço em teus braços

No frescor da madrugada
A brisa se cala e acordo ofegante e temerosa
Mas sinto seu corpo quente ao meu lado
Teus olhos a me fitar
E nossos corpos se unem.

Por Ana Aratfenien - 18/12/2013

0 comentários:

Postar um comentário

Poll

Lorem Ipsum

Total Pageviews

Tecnologia do Blogger.

About Me

About Me

Ocorreu um erro neste gadget

Popular Posts