domingo, 13 de setembro de 2009



Pela primeira vez vi a escuridão
Não entendia o que estava acontecendo
Meu corpo estava parado
Meus olhos olhavam em volta
Não havia vida.

Senti um calafrio passar por minha espinha
Um vento gelado me abraçou
Ouvi vozes baixas
Meus olhos olhavam em volta
Não havia vida.

Senti medo, senti anseio
Comecei a rir
Eu estava embriagada
Gargalhadas ressoavam no meio do nada.
Meus olhos olhavam em volta
Não havia vida.

Lembrei-me da luz
A escuridão não parecia tão ruim
Mas foi puro engano
Passos em minhas costas
Eu estava imóvel.
Não conseguia me mexer.
Meus olhos olhavam em volta
Não havia vida.

Senti um calor em meu pescoço
Sussurros meus ouvidos ouviram
Frias mãos me acomodaram
Senti um leve incomodo
Mas foi rápido
Vi um rosto nas sombras.
Meus olhos olhavam em volta
Não havia vida.


Por Ana Carolina Giorgion

3 comentários:

Denis disse...

A escrita revela um profundo sentimento, e uma personalidade forte mas com pequenos conflitos, se esforçando para supera-Los.

PARABÉNS! Continue a escrever belos contos como esse!!!

Vera Celms disse...

Ana, já estava com saudade desse lirismo todo... talvez houvesse vida em torno de si, porém, a vida aí dentro era muito maior... beijos...Parabéns...amei!!!

marcia disse...

vc primeiro tem que resouver algo dentro de vc continue escrevemdo pois depois que as amarguras passarem virão as flores.os belos campos de girasois.e a vida retornará ao seu lugar de origem.Força menina pois ai tem uma linda mulher cheia de vida.

Postar um comentário

Poll

Lorem Ipsum

Total Pageviews

Tecnologia do Blogger.

About Me

About Me

Ocorreu um erro neste gadget

Popular Posts