sábado, 12 de setembro de 2009

A depressão me dominou
Não havia saída
A luz não mais axiatia
Meus pulsos, já resgados, palpitavam
Meu corpo frio perdia o sangue.
Um vida em segundos
Um futuro em uma eternidade.
A vida não tinha mais sentido
O amor era uma ilusão
E a morte um sonho
Um mundo onde,
Desejos e tormentas se confundiam
Já estaria morta?
Provavelmente.
Son foram ouvidos
Um momento de ternura
Único de uma vida
Um luz se ascende.
Um longo túnel
Caminho nunca percorrido.
Um vida em segundos
Um futuro em uma eternidade.
Momento de renovação
Uma visão do desconhecido
Tormentas apagadas
Desejos realizados
Minha vida nascendo
De um passado apagado.
Um vida em segundos
Um futuro em uma eternidade.
Por Ana Carolina Giorgion

0 comentários:

Postar um comentário

Poll

Lorem Ipsum

Total Pageviews

Tecnologia do Blogger.

About Me

About Me

Ocorreu um erro neste gadget

Popular Posts