sábado, 1 de janeiro de 2011


As trevas dominam o amanhecer
O calor do sol é silenciado pelo pavor
Um dia sem cor
Os raios do dia destruidos pelo rancor
As ruas exalam o medo de seus transeuntes
Praças e parques escondem olhos astutos e cruéis
Finas gotas de espalham-se por um solo profanado pela morte
Corpos são corroidos pelo ódio de seus antepassados
A chuva mistura-se ao sangue
Espalhando um odor de ferro
A vida escorre pelo mundo.
Por Ana Aratfenien 06/12/2010

0 comentários:

Postar um comentário

Poll

Lorem Ipsum

Total Pageviews

Tecnologia do Blogger.

About Me

About Me

Ocorreu um erro neste gadget

Popular Posts